A gestão de Paula Azevedo segue dandi exemplo de incompetência, descaso e irresponsabilidade com a população luminense.

Dessa vez, a SEMFAZ, se nega a emitir o Resgate de Aforamento para proprietários de terrenos no município.
Esse documento indica se um imóvel é de domínio útil de órgão público ou privado (chamado enfiteuta ou foreiro) através de concessão da União. Pode ser retirado na prefeitura ou na Secretaria do Patrimônio da União (SPU).

Entretanto, o Site MAIOBÃO TV, recebeu a denúncia de uma família que já pagou aos cofres da Prefeitura de Paço do Lumiar o absurdo valor de mais de R$ 40 mil (Quarenta mil reais) em impostos e a gestão Paula se nega e emitir o documento.

A proprietária do terreno, uma idosa de 82 anos, que ao longo desse tormento de ir em busca da solução, já esteve internada por duas vezes numa UTI, se vê de mãos atadas, já que a própria Prefeitura emitiu certidão nada consta do terreno, mas não emite o Aforamento. O governo Paula Azevedo que inclusive já perdeu todos os processos no sistema da SEMFAZ, mostra desorganização e irresponsabilidade.

Qual objetivo da gestão em não entregar documentos mesmo quando 40 mil em impostos são pagos de forma legal ao governo? Teria, a gestão de Paula, interesse em extorquir a família para que valores fossem pagos ‘por fora’?

Abaixo, por mensagem, a família descreveu a situação, inclusive, já denunciada em outros meios de comunicação:

“Possuímos um terreno em Paço do Lumiar, deixado como herança por nosso pai, já falecido, Haroldo Diniz de Paiva.
Em 2018, vendemos parte do terreno para um empresário em Paço do Lumiar.
A mesma foi vendida por necessidade de custear tratamento de saúde de Maria Dalva Macau de Paiva, nossa mãe idosa, na época já com 80 anos.
Então, pagamos todos os impostos e taxas referentes ao terreno todo para pegar as certidões e fazer a transferência de aforamento.
O nosso problema começou bem aí, pois, desde a época do ex-prefeito afastado, o sr. Dutra, que o sistema da prefeitura de Paço do Lumiar não analisa, nem libera as devidas certidões.
Nos foi informado que na Secretaria Municipal de Paço do Lumiar o processo foi perdido. E que teriam que abrir um outro processo com outra numeração e recomeçar tudo do zero. Assim foi feito.
Durante o ano inteiro de 2019 fomos inúmeras vezes à prefeitura de Paço do Lumiar, mais precisamente à SEMFAZ, sem obtermos êxito. Nesse período de peregrinações infrutíferas, nossa mãe foi internada algumas vezes, chegando a ir duas (02) vezes para a UTI.
No ano de 2020, continuamos a busca incessantemente de receber as certidões. Fizemos, inclusive, reclamações junto à ouvidoria de Paço do Lumiar, que sequer se posicionou de modo efetivo sobre a nossa reclamação, pois o processo continuava parado. Temos como comprovar que entramos em contato com a ouvidoria de Paço do Lumiar.
Então, em meados do ano de 2020, fomos falar na procuradoria e houve uma pequena movimentação.
Enfim, na prefeitura de Paço do Lumiar fica um órgão empurrado para outro órgão, sem que NADA seja feito para que as certidões sejam emitidas.
Não entendemos o porquê da não emissão das certidões. Só temos a CERTEZA de que esse descaso está impedindo a transferência de aforamento do terreno e, por consequência, a finalização do pagamento por parte do comprador.”

Abaixo documentos que comprovam a veracidade do que diz a família:

Comprovantes pagos em dias e antes do vencimento

Certidão negativa emitida pela Prefeitura, mostrando que não há nenhum débito

Denúncia enviada a Ouvidoria de Paço do Lumiar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui