Alvo da Operação Curimã e mandado de prisão expedido, Garimpeiro ainda não se apresentou para a Polícia Federal, sendo considerado foragido

Prefeito Júnior Garimpeiro foi alvo de uma com objetivo de desarticular organização criminosa que atua em garimpos ilegais de ouro na região do Município de Centro Novo/MA.

Durante as investigações foi apurado que se trata de uma organização criminosa armada com grande poderio econômico e político e com atuação na região de Centro Novo/MA há pelo menos três anos. Os investigados foram os responsáveis pelo desmatamento ilegal de mais de 60 mil hectares de áreas para abertura de garimpos de ouro, sem qualquer autorização dos órgãos competentes dentre outras práticas delituosas que agridem o meio ambiente.

Os crimes atribuídos aos investigados estão previstos no Art. 2º, da Lei 8.176/91 (usurpação de bens da União), no art. 54, §2º, V (poluição), c/c art. 55 (mineração ilegal), ambos da Lei nº 9.605/98, art. 14, da Lei 10.826/2003 (porte ilegal de arma de fogo), bem como o art. 2º, §2º, da Lei nº 13.850/2013 (integrar organização criminosa), cujas penas máximas somadas ultrapassam mais de 20 anos.

Júnior Garimpeiro tem 15 dias para se apresentar para a Polícia e consequentemente na Prefeitura de Centro Novo, caso contrário será considerado abandono da administração pública e o vice Moab assumirá interinamente.

Vice prefeito Moab Carrias deve assumir a prefeitura interinamente nos próximos dias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui