No passado da Escutec, antes de encerrar as atividades da Pessoa Jurídica, respondeu por dezenas de processos, acusado de fraude em pesquisa eleitoral, e até prisão do empresário Fernando Júnior, pela Polícia Federal, no que ficou conhecido como Máfia de Anajatuba_
Em ato de desespero, o tesoureiro da OAB/MA, Kaio Saraiva Cruz mandou divulgar nesta sexta-feira (15), uma suposta pesquisa eleitoral feita pelo Instituto Escutec, que está com cnpj inativo desde março de 2021.


A estratégia é antiga e tem como objetivo confundir o eleitor, muito parecido com o que aconteceu na eleição de 2018, quando o mesmo Instituto divulgou pesquisa na qual apontava a vitória de Roseana Sarney, o resultado todo mundo já sabe.
No ano passado, em uma simples busca, é possível identificar que a Escutec responde por diversos processos, acusada de fraude em pesquisa eleitoral.
Ainda no passado da empresa, o proprietário, Fernando Júnior, ficou conhecido nacionalmente após ser preso pela Polícia Federal.
É desse jeito que a eleição da OAB/MA está..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui