A notícia foi dada pelo secretário de Estado de Saúde (SES). Ele informou ainda que a situação está sendo acompanhada e o estado cumpre todas as recomendações sanitárias.

Está marcada uma reunião do titular da SES com representantes do Ministério da Saúde para discutir o tema e alinhar estratégias.

O secretário da Saúde ressaltou que o momento é de cautela e atenção. “Não temos casos confirmados, mas, há pelo menos uma pessoa no Brasil. Esta semana, teremos reunião com o ministro da Saúde e representantes das secretarias municipais. É um momento de todo mundo se manter, mais uma vez, em alerta”, frisou Carlos Lula.

O secretário disse ainda que foi estipulado um prazo de 15 dias para que se saiba as consequências da ômicron e o nível de escape da vacina.
Decreto estadual determina às empresas que atuem no desembarque de pessoas, informem à SES, ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) e também à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, sobre casos suspeitos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui