Tramita na Câmara Municipal de São Luís o Projeto de Lei nº 323/21, que pretende criar o programa “Idosos Desaparecidos”. O PL é de autoria do vereador Marlon Botão (PSB) e foi encaminhado para as comissões de Justiça, Assistência Social e Orçamento da câmara.
Segundo o parlamentar, o programa tem como objetivo realizar campanhas para prevenção do desaparecimento de idosos, proceder a divulgação de informações para ajudar na localização de idosos desaparecidos, além de realizar a orientação e prevenção a golpes ou situações que coloquem em risco a integridade física e moral do idoso.
Segundo o texto da proposta, serão confeccionados cartazes com as dimensões mínimas de 30x40cm com fotos e nomes de idosos desaparecidos e o contato do órgão responsável pelo programa. Os cartazes deverão ser afixados em locais de fácil acesso e grande visibilidade dos Órgãos Públicos Municipais, em estações ferroviárias, rodoviárias e aeroportos, nos transportes coletivos, nos hospitais e postos de saúde.
“De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, no Maranhão, 671 pessoas desapareceram em 2020, 128 a menos que no ano de 2019, mesmo assim, em média, 55 pessoas desaparecem por mês no Maranhão. E dentre essas pessoas, encontram-se idosos que por muitas vezes possuem doenças as quais atingem a memória e o discernimento, esquecendo onde estão, o endereço de casa e até mesmo seu nome”, pontuou Marlon Botão.
O vereador destacou também que ocorrem situações de maus-tratos e o idoso resolve fugir de seu malfeitor. “Por isso a importância da implantação deste programa, não apenas para ajudar na procura, mas também na investigação da causa dos desaparecimentos de idosos no município de São Luís”, disse.
Para Marlon Botão, o desaparecimento de idosos tem que ser visto como um problema social, que acaba desestruturando famílias e aumentando a dor das pessoas próximas ao desaparecido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui